Diretor: Sebastião Lima
Diretor Adjunto: Luís Moniz
Últimas Notícias

O Presidente do Governo Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro, lembrou hoje a “relevância histórica” da posição geoestratégica da Região, sublinhando que a mesma tem agora redobrada importância por via das oportunidades no campo espacial.

A posição geoestratégica foi, na história, “de relevância não apenas para as nove ilhas, mas para Portugal e para a Europa”, e há agora “uma continuidade” para esta centralidade, garante José Manuel Bolieiro.

O governante falava no Teatro Micaelense, em Ponta Delgada, na sessão de abertura da Conferência Internacional dedicada à Estratégia dos Açores para o Espaço (EAE), que decorrerá até sexta-feira.

A “centralidade planetária” dos Açores é garantia, também neste campo, do “alavancar” do desenvolvimento da Região mas também de Portugal e da própria União Europeia.

“Não queremos ser meramente destinatários, queremos ser coautores, firmes na cooperação, coerência e sinergia nesta estratégia. Contem as autoridades nacionais e europeias com esta atitude Açoriana. Estamos para cooperar, sermos atores, mas com esta clara definição estratégica”, acrescentou o Presidente do Governo.

Os Açores estão a preparar a sua estratégia para o espaço, um documento fundamental que ecoa e promove a visão, missão e objetivos para dinamizar o sector aeroespacial na Região a médio e longo prazo.

A Estratégia dos Açores para o Espaço está alinhada com os objetivos e eixos da Estratégia Nacional “Portugal Space 2030″ e do Programa Europeu para o Espaço.

A estratégia visa aproveitar as oportunidades que o sector aeroespacial oferece para o desenvolvimento económico e social dos Açores e explorar o potencial da Região, em termos de geo-localização, infraestruturas, recursos humanos e naturais.

O principal objetivo da EAE é transformar os Açores num ‘hub’ transatlântico para as atividades aeroespaciais, identificando especificidades e capacidades das diferentes ilhas do arquipélago açoriano as áreas prioritárias a desenvolver e as alavancas para a sua implementação, em harmonia com o território e o ambiente, e no respeito pelo bem-estar e segurança da população.

Já estão abertas as inscrições gratuitas para os três webinares que a tecnológica portuguesa Xpand IT organiza a 25 de novembro. O foco das formações será web development, cultura devOps e middleware.

A Xpand IT organiza uma nova edição das Dev Talks webinares, promovida pelos experts da empresa portuguesa. O novo conjunto de webinares vai abordar as técnicas e processos de engenharia de software em Frontend, Backend, DevOps e Integração de sistemas. Estarão em destaque as stacks Microsoft Azure, DevOps Azure, WSO2, Stencial.js, Kubernetes e Docker.

Esta é a terceira edição das Dev Talks, após o sucesso da iniciativa em 2020 e, mais recentemente, em junho de 2021, em sessões dedicadas a áreas de Big Data, Data Science e Business Intelligence. Os webinares já realizados estão também disponíveis na nova página de carreiras da Xpand IT.

Rui Maia, CHRO da Xpand IT, afirma: “Depois de duas edições com resultados acima das nossas expectativas, organizámos mais um conjunto de webinares, na senda de um dos nossos principais objetivos: contribuir para um maior conhecimento dos developers sobre as principais tecnologias e técnicas de software engineering da atualidade”. “É essencial estar a par das últimas novidades, sobretudo num setor tão acelerado como o nosso, pelo que acreditamos que estes webinares poderão ser uma ferramenta importante para todos os que trabalham com estas tecnologias”.

Programa da 3.ª edição das Dev Talks

10h00 | Cria pipelines com ferramentas de CI/CD

14h30 | Liga o teu frontend e backend com mais flexibilidade e rapidez

16h00 | Integração de sistemas em engenharia de software

Mais informações sobre as Dev Talks e inscrições aqui.

Sobre a Xpand IT

Na Xpand IT, inspiramos pessoas e organizações a alcançarem resultados de excelência. Como empresa global, especializada em Big Data, Business Intelligence & Analytics, Data Science, Middleware, CRM, Digital Xperience, Soluções de Colaboração e User Experience, tem uma vasta oferta de serviços, tendo como clientes algumas das maiores empresas nacionais.

Com forte presença em mais de 30 países, a empresa conta com mais de 340 clientes na área de serviços, tendo ultrapassado os 280 colaboradores. Além disso, é responsável pelo desenvolvimento de inúmeros produtos de software.

Oito empresas do ecossistema empresarial do TERINOV participam na Web Summit 2021. Seis destas empresas asseguraram a sua participação através do concurso promovido pelo Governo dos Açores com o objetivo de apoiar a participação de empresas regionais na Web Summit 2021.Oito empresas do ecossistema empresarial do TERINOV participam na Web Summit 2021. Seis destas empresas asseguraram a sua participação através do concurso promovido pelo Governo dos Açores com o objetivo de apoiar a participação de empresas regionais na Web Summit 2021.Eyecon Lda., Sustainutility Lda., Jody McCairns, Ypets S.A., Simplify PRO e a Endemic/Acrobatic Podium Lda., são as seis empresas da incubadora do TERINOV – Parque de Ciência e Tecnologia da ilha Terceira beneficiárias do concurso promovido pelo Governo dos Açores. Este apoio, da responsabilidade da Secretaria Regional das Finanças, Planeamento e Administração Pública, é materializado através da atribuição de ingressos e de um prémio pecuniário no valor de 500 euros, por empresa, com vista à comparticipação dos custos associados à participação na Web Summit. Uma iniciativa que surge com o objetivo de fomentar o alargamento da base económica de exportação e de apoiar a promoção as empresas de base tecnológica regionais.Para além das seis empresas beneficiárias deste apoio, outras duas empresas do ecossistema empresarial do TERINOV – Revault e Solvit – garantiram, também, a presença na edição de 2021 da Web Summit, beneficiando de mecanismos de apoio da própria organização do evento.A Web Summit 2021 acontece entre os dias 1 e 4 de novembro em Lisboa.

Acerca do Jornal da Praia

Este jornal é um quinzenário de informação geral que tem por objetivo a divulgação de factos, opiniões, debates, ideias, pessoas, tendências, sensibilidades, em todos os domínios que possam ser importantes para a construção de uma sociedade mais justa, livre, culta, inconformada e criativa na Região Autónoma dos Açores.

Este jornal empenha-se fortemente na unidade efetiva entre todas as ilhas dos Açores, independentemente da sua dimensão e número de residentes, podendo mesmo dar atenção primordial às ilhas de menores recursos, desde que tal postura não prejudique a implantação global do quinzenário no arquipélago dos Açores.

Área do assinante